Morre, aos 72 anos, o cantor e sanfoneiro Dominguinhos




O cantor, sanfoneiro e compositor Dominguinhos, um dos maiores representantes do legado deixado pelo rei do baião, Luiz Gonzaga, morreu aos 72 anos, nesta terça-feira (23), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele morreu às 18h, devido a complicações infecciosas e cardíacas no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, informou a unidade de saúde por meio de nota de falecimento.

Segundo o Estadão, a esposa do músico, a cantora Guadalupe Mendonça, afirmou que passou a tarde com Dominguinhos e que ouviram juntos a música dele, Casa Tudo Azul, a qual seria a de sua despedida. "Ele partiu assim, lentamente, foi embora com os anjos", afirmou Guadalupe, segundo a publicação. À Folha de S. Paulo, ela falou sobre o enterro do safoneiro: "vamos tentar organizar um velório em São Paulo para que as pessoas possam se despedir dele e, depois, levá-lo ao Recife para o enterro", disse.

Ele estava internado neste hospital desde o último dia 13 de janeiro, onde vinha sendo tratado desde que fora transferido de Recife. Na capital pernambucana, ele estava internado em um hospital desde o dia 17 de dezembro do ano passado, onde deu entrada com arritmia cardíaca e infecção respiratória. Há seis anos, o sanfoneiro lutava contra um câncer no pulmão.




Por:@marciCL
Compartilhar Google Plus

Autor Folia na Net

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial