Desfile do Filhos de Gandhy terá novo repertório assinado por Carlinhos Brown


A identidade musical do Filhos de Gandhy vem ganhando uma nova proposta desde que seu presidente, Gilsoney de Oliveira, convidou Carlinhos Brown para assinar a direção musical e artística do bloco no ano passado. Prova que a aposta deu certo é que, neste Carnaval 2018, o afoxé desfila seu tapete branco com músicas inéditas, uma delas, Ói pra Cá, que tem vocação pra virar hit .

“Deixa eu passar, eu trago a paz de Ojuobá, deixa eu passar, eu trago a paz de Orumilá, deixa eu passar, eu trago a paz de Oxaguiã/ Ói para cá, Ói para cá, Ói para cá para este colar..”. Esses são trechos da canção composta pelo cacique e que deve facilmente virar coro entre os milhares de Filhos de Gandhy. Com a música, os foliões ainda são convidados a embalar uma coreografia que valoriza a simbologia interativa dos colares do Gandhy.

A renovação injetada pela presença de Carlinhos Brown vai além e, depois de muitos anos, , o Filhos de Gandhy volta ao mercado fonográfico. Um novo álbum do bloco está saindo do forno do consagrado Estúdio Ilha dos Sapos, com 12 faixas, algumas assinadas por compositores tradicionais do afoxé, como Antônio Caixão e Pedro Coiacoia, outras do cacique, e músicas que trazem acordes compostos por Jorge Vercilo, Gerônimo e o padrinho maior da entidade, Gilberto Gil.

“Quando fui convidado pelo Filhos de Gandhy, percebi o desejo de impulsionar a pulsação do ijexá e reposicionar o ijexá como elemento matriz para todas as pulsações do que fazemos na Bahia. Estamos trabalhando o ineditismo,  de forma que eu compus, Vercilo está compondo, Antonio Caixão compôs e trouxe coisas inéditas, como uma ladainha que nunca foi gravada e, no disco, ganha sua própria voz,  e convidamos também o babalorixá Cosme de Xangô para as saudações”, adianta Brown.

“Brown é um fenômeno, e a sonoridade do afoxé Filhos de Gandhy é uma das escolas que compõem a alquimia rítmica dele, é um artista que está dentro do nosso conceito, costume e cultura, é um Filho de Gandhy, um apaixonado pela entidade e chegou para contribuir com esse avanço”, comenta o presidente do Filhos de Gandhy, Gilsoney de Oliveira.

Toda a movimentação rítmica em torno da sonoridade do afoxé está ligada às comemorações pelo aniversário de 70 anos do afoxé Filhos de Gandhy no Carnaval de 2019. “Vamos fazer uma grande homenagem a Mahatma Gandhi, com todo esse desejo de homenagear o poder dessa obra que o Filhos de Gandhy tem, afinal se o axé tem 35 anos, ele tem o dobro”, realça Brown.

Em 2018, o Filhos de Gandhy leva para a avenida o tema : “Do Cais Do Porto Para O Mundo”
Compartilhar Google Plus

Autor Folia na Net

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo digitando o texto no html .

Postagens Relacionadas

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial